mais-informacoes agende-sua-consulta

 

Drogas

Iniciamos aqui argumentando que toda e qualquer substância, seja ela sintética ou natural, podendo ser introduzida ou ingerida no corpo modifica ou altera suas funções, é considerada uma droga e quase todos ou a sua maioria são bastante nocivas ao organismo, alteram as sensações, o humor e o comportamento do drogadito. As drogas estão classificadas basicamente em três categorias: as estimulantes, os depressores e os perturbadores das atividades mentais.Aludidas drogas podem ser absorvidas de diferentes formas: por injeção, por inalação, via oral, injeção intravenosa ou aplicadas via retal (supositório).
O vício se caracteriza pelo consumo repetido e periódico de drogas, que pode ser observado por: 1)
- Forte desejo ou compulsão para consumir a substância; 2) - Dificuldade no controle de consumir a substância: início, término ou níveis de consumo; 3) - Estado de abstinência fisiológica, quando o uso cessou ou foi reduzido; 4) - Evidência de tolerância, de tal forma que doses crescentes da substância psicoativa são requeridas para alcançar efeitos originalmente produzidos por doses mais baixas;
5) - Abandono progressivo de prazeres ou interesses alternativos em favor do uso da substância psicoativa, aumento do tempo necessário para obter ou tomar a substância ou para se recuperar dos seus efeitos; 6) - Persistência no uso da draga, a despeito de evidência clara de consequências manifestamente nocivas.
Contudo, o tratamento com a hipnose, utilizando as ferramentas psíquicas da hipnoterapia, se inicia com a classificação de dados do paciente, com este dados, o diagnóstico das possíveis causas que levaram e levam este paciente a ingerir drogas. Portanto, é necessário buscar as causas e motivações primeiras, romper o que foi estabelecido, mesmo inconscientemente. Nesse rumo e a partir disso, munir o paciente com ferramentas que lhe dêem a possibilidade de combater o vício, na real intenção de mudar seus hábitos, seu estilo de vida e a forma de buscar prazer, que sejam saudáveis.