Para alcançar o desenvolvimento da positividade, se faz necessário condicionar os nossos pensamentos, para isso é necessário alguns exercícios de reflexões cognitivas, então busque praticar e refletir por 40 dias seguidos, pausar 10 dias e repetir mais 40 dias seguidos, os itens abaixo, para alcançar sua autorregulação emocional.

 

 

1) Esteja aberto a aceitar o momento presente.

 

NOTA:Você às vezes se sente sobrecarregado(a) com tantos estímulos, tantas coisas para fazer, mensagens para responder, telefonemas para dar, temas a pesquisar, tarefas diárias para dar conta? Essa sobrecarga de informações, o não conseguir se concentrar numa única tarefa e terminá-la, para só então começar outra, são fatores que nos mantêm em constante estado de alerta, ansiosos pelo que temos de fazer e o que deixamos de fazer, e que podem nos levar ao estresse crônico.

PORTANTO, para viver bem, é essencial vivenciar o “Aqui e Agora”, com verdadeiro senso de abertura e curiosidade. A consciência de que o presente é o único tempo em que realmente vivemos é importantíssima para uma vida plena.

DICA:pratique desta maneira – a) Habitue-se a perguntar o que está acontecendo com você neste exato momento. Não analise, apenas observe. Concentre sua atenção dentro de você. Sinta a sensação no corpo, a energia da emoção, observe os pensamentos; b) O que está acontecendo dentro de mim neste momento? Que tipo de pensamento a tua mente está produzindo? O que você sente? Dirija a atenção para o seu corpo. Existe alguma tensão?; c) Ao realizar a tarefa escolhida, observe, preste atenção em cada movimento, cada detalhe. Como você está nesse momento, o que essa tarefa gera em termos de sensações, emoções, pensamentos; d) Se a sua mente divagar (tenho certeza que vai!), traga-a gentilmente de volta para o processo, não importa quantas vezes isso aconteça. O importante é a sua consciência, sua atenção sobre o que está acontecendo, e) Quando você sentir algum desconforto, verifique que caminhos você está usando para evitar, resistir ou negar a vida, o Agora; f) Insista no processo. A prática faz a perfeição!

 

2) Crie conexões de alta qualidade, com engajamento respeitoso e apoio.

 

NOTA:A positividade modifica o conteúdo da mente e seus limites. Alarga as fronteiras e possibilidades vistas e torna-nos mais receptivos e criativos. Também transforma o futuro por construir recursos múltiplos e reservas, tais como resiliência e otimismo, sono mais tranquilo, e melhores conexões sociais com amigos e família, e ainda coloca freios na negatividade. Quando você está presente, você está dizendo às pessoas que você está aberto e disponível para elas. Você também está deixando que eles saibam que seus pensamentos, ideias e opiniões são importantes.

 

DICA:pratique desta maneira – a) no trabalho: uma troca positiva e otimista com um colega amigável pode começar bem seu dia de trabalho, mas uma saudação desatenta de outro membro da equipe pode reduzir seu nível de energia e diminuir seu entusiasmo; b) demonstre que está presente na vida das pessoas com a qual convive; c) seja presente e autêntico(a) e ouvindo ativamente os outros.

 

 

3) Cultive a bondade, atendendo às necessidades de outros.

 

NOTA:No momento que paramos de julgar, no instante em que aceitamos aquilo que é, ficamos livres da mente e abrimos espaço para o Amor, para a alegria e para a paz. Em primeiro lugar paramos de nos julgar, depois paramos de julgar os outros. O grande elemento canalizador para mudarmos um relacionamento é a completa aceitação do outro do jeito que ele é. Sem querermos julgar ou mudar isso. Portanto, ao entender isso você conseguirá praticar a bondade em sua plenitude, MAS ATENDER ÀS NECESSIDADES DO OUTROS SIGNIFICA SABER O QUE ELE PRECISA E DESCOBRIR SE VOCÊ PODERÁ AJUDAR, CASO CONTRÁRIO DIGA QUE NÃO PODE - UM NÃO TAMBÉM IRÁ AJUDAR O OUTRO.

 

DICA:pratique desta maneira – a) Quando parar para ouvir outra pessoa, não escute só com a mente, escute com todo o seu corpo, nesse momento já irá atender uma necessidade do outro a de ser ouvido(Você está dando à outra pessoa um espaço para ela ser. É o presente mais precioso que você pode dar a alguém).

 

 

4) Desenvolva distrações saudáveis, como ler etc., para quebrar a ruminação e excessiva negatividade.

 

 

5) Desafie os pensamentos automáticos negativos e avalie a evidência dos fatos.

 

NOTA:Pensamentos automáticos são um fluxo de pensamento que coexiste com um fluxo de pensamento mais manifesto. A maior parte do tempo mal estamos cientes destes pensamentos, embora com apenas um pouquinho de treinamento possamos facilmente trazer estes pensamentos à consciência. Exemplo: Ao atravessar a rua você, com certeza, olha para os dois lados, mesmo que esteja em rua de mão única. Isso porque, sem que você perceba, passa automaticamente a ideia que se deve olhar sempre para os dois lados antes de atravessar a rua. Muitos dos nossos pensamentos automáticos não causam problema algum, muito pelo contrário, precisamos de rapidez de raciocínio, e são os pensamentos automáticos que possibilitam isso. O problema aparece quando esses pensamentos automáticos não correspondem à realidade. Por exemplo, quando em depressão as pessoas costumam ter uma série de pensamentos automáticos negativos e falsos, como por exemplo: “Não adianta sair da cama, nada de bom pode acontecer na minha vida”.

 

DICA:pratique desta maneira – a) Desenvolver Diálogos Internos Construtivos, questionando os pensamentos se eles são reais de fato ou apenas imaginários; b) quando surgir um pensamento automático, questionar se ele acontece ou aconteceu na realidade.

 

 

6) Passe tempo perto da natureza, em uma praça, mata ou litoral, regularmente.

 

NOTA:A natureza é benéfica – até mesmo essencial – para a saúde humana. Psicólogos e pesquisadores de saúde estão encontrando cada vez mais motivos, apoiados pela ciência, pelos quais devemos passar algum tempo lá fora. Vários estudos mostram que as caminhadas pela natureza têm efeitos benéficos à memória que outros tipos de caminhada não trazem. Um estudo descobriu que a energia mental das pessoas se recuperava até mesmo quando eles apenas olhavam as fotos da natureza (imagens que retratavam cenas da cidade não causavam esse efeito). Ansiedade, depressão e outros problemas de saúde mental podem experimentar alívio depois de algum tempo ao ar livre – especialmente quando isso é combinado com o exercício. Um estudo descobriu que as caminhadas na floresta estavam associadas a diminuição dos níveis de ansiedade e mau humor, enquanto outro descobriu que caminhar ao ar livre poderia ser “úteis clinicamente como um complemento aos tratamentos existentes” para transtornos depressivos mais graves.

 

 

7) Aprenda quais são suas forças e utilize-as.

 

 

8) Medite em um ambiente tranquilo, respirando profundamente.

 

 

9) Reflita sobre as coisas boas ao seu redor.

 

 

10) Pratique a gratidão, com pessoas próximas.

 

 

11) Experiencie a positividade, saboreie os bons momentos da vida, quando você está bem.

 

 

12) Localize dentro de você sua fonte de positividade.

 

 

13) Procure e colecione, faça um projeto de montar portfólios de cada uma das dez emoções, uma por semana, que poderão conter fotos, cartas, frases, objetos com significado, reunidos em um álbum, ou blog. Os portfólios serão um documento do cultivo contínuo das emoções positivas e poderá ajuda-lo(a) a florescer.

 

 

Psicologia.5.6 transparente 02

 

 

Olá, gostou dos nossos cursos, tem alguma dúvida ? Preencha o formulário e ligamos para você