A Psicologia do Esporte é uma ciência, que estuda os comportamentos de pessoas envolvidas no contexto esportivo e de exercício físico.

 

O objetivo do psicólogo do esporte é entender como os fatores psicológicos influenciam o desempenho físico e compreender como a participação nessas atividades afeta o desenvolvimento emocional, a saúde e o bem-estar de uma pessoa nesse ambiente.

 

Estudar a psicologia aplicada ao exercício se trata de investigar as causas e os efeitos das ocorrências psíquicas que o ser humano apresenta antes, durante e após o exercício. Sejam estes de cunho educativo, recreativo, competitivo, ou reabilitador.

 

Tranquilamente você já percebeu que, até para fazer uma simples academia, sua condição mental influencia inteiramente na forma como você realiza o exercício. Alguns dias são melhores ou piores do que outros. Muitas dessas sensações são consequências de pensamentos, considerações, percepções de si mesmo e do mundo.

 

Assim como outras áreas da psicologia, a psicologia do esporte nasceu justamente para estudar o efeito da mente na prática de esportes físicos. Especialmente de alto desempenho e de trabalho em equipes.

 

Temas como motivação, personalidade, agressão e violência, liderança, dinâmica de grupo, bem-estar psicológico, pensamentos e sentimentos de atletas e vários outros aspectos da prática esportiva e da atividade física têm requerido estudo e atuação de profissionais da área.

 

Isso acontece porque o nível técnico de atletas e equipes de alto rendimento precisa ficar cada dia mais equilibrado, liberado de pressões extremas que prejudicam a saúde das pessoas e do esporte. Isso é muito facilitado a partir da ênfase especial à preparação emocional. Esse é o papel da psicologia do esporte, atuando em campos como:

 

1) Manutenção da atenção;

2) Memória;

3) Foco e concentração;

4) Motivação e automotivação;

5) Diminuir a tensão e aliviar a ansiedade esportiva;

6) Estabelecer ou melhorar a autoconfiança;

7) Autocontrole e autoconhecimento;

8) Alcance de metas esportivas (curto, médio e longo prazo);

9) Contribuir para a prevenção de lesões, burnout e overtraining;

 

Assim como o trabalho físico ou técnico, o trabalho psicológico também precisa de tempo e treino para mostrar resultados. Além da investigação científica, a psicologia do esporte também atua a partir de intervenções no contexto esportivo. Sejam com atletas, equipes, treinadores, dirigentes etc. Por isso, busca-se melhorar o desempenho, ao mesmo tempo em que se minimizam ou neutralizar os pontos fracos.

 

Um dos suportes principais também é o emocional, proporcionando condições para lidar com as cobranças, expectativas, competitividade, derrotas e vitórias e as consequências socioeconômicas que isso pode trazer para a vida do atleta e do treinador.

 

Nos últimos anos foi possível notar que grandes potências mundiais do cenário esportivo vêm recorrendo à preparação mental. Seja em grandes modalidades como: vôlei, futebol, tênis, até esportes que estão crescendo na atualidade, como o crossfit.

 

 

WhatsApp Image 2020 10 28 at 10.39.55 1

 

Olá, gostou dos nossos cursos, tem alguma dúvida ? Preencha o formulário e ligamos para você