mais-informacoes agende-sua-consulta

 

Transtorno Bipolar

O Transtorno Bipolar poderá ser diagnosticado, quando observado ou quando houver pelo menos dois ou mais episódios de mania, onde eventualmente pode ser acompanhada com momentos depressivos ou não. Vale salientar que, a mania são períodos de euforia, que ocasionam uma alteração no comportamento. Normalmente uma defesa, para fugir de algo que o indivíduo não consegue lidar, e que lhe causa angustia.
Nesse rumo, é importante esclarecer que é bipolar pelo fato de ter dois pólos extremos, sendo certo que em momentos o paciente está eufórico, nostálgico, como por exemplo, criar várias expectativas quanto ao futuro e, acredita veementemente que ficará rico, que será uma figura pública importante e que conseguira tudo o que quiser facilmente e, de repente, em outro momento, o indivíduo percebe que isso na realidade não existe, é ilusão. Então, entra na depressão, quando tudo passará a ser péssimo, não tem esperança alguma, perde o interesse pelas coisas corriqueiras, se acha ignorante e incapaz, perde o gosto e o desejo pela vida, não cria mais expectativa de si ou do mundo.
Oportuno se torna dizer, que o intervalo entre um pólo e outro pode ser de um dia, uma semana ou um ano. Todavia, poderá passar vários anos sem apresentar nenhum dos dois episódios, mania ou depressão. Igualmente e não necessariamente precisará ter uma alternância entre um e outro. A pessoa pode ter vários episódios de depressão e um de mania, assim como o contrário.
O tratamento com hipnose oferece bons resultados, e frequentemente deve ser feito em conjunto com a farmacologia. Os medicamentos receitados geralmente são à base de lítio, assim como outros medicamentos dependendo de cada caso específico. Na hipnoterapia, busca-se um controle maior e um suporte ao paciente. A cura é um vislumbre à médio e longo prazo. Porém, é possível trazer ao paciente a possibilidade de viver sua vida de forma melhor e com saúde mental.